The best bookmaker bet365

The Best bookmaker bet365 Bonus

A+ A A-
Walter Luis

Walter Luis

Walter Luís é pesquisador e historiador do futebol, possuindo grande arquivo de vídeo, áudio, fotos e dados sobre o futebol alagoano. Também faz parte da equipe de esportes da Rádio Jornal AM-710 onde é plantão esportivo. Exerceu esta mesma função nas rádios: Palmares em 1986 (Atual Jornal), Imperial (Marechal Deodoro), Maceió 1020 (Atual Jovem Pan), Rádio Jornal 1200 (Atual Correio), Farol FM e Rádio Progresso (Atual Milênio). Trabalhou na Rádio Difusora onde apresentou o programa "Áudio Show esportivo" sobre o passado do futebol alagoano, programa que apresentou também na Rádio Correio em 2007.

Email: walterluiss@hotmail.com

URL do site: http://timao10.com

Belkior

Publicado em Walter Luis

 

Por onde anda o lateral esquerdo Belkior?

 TIRULAR 2

Belkior com a faixa de Campeão AL - 2002 (Foto de Walter Luís).

                         

                  Entre 1999 e 2003 ele defendeu o CRB, nem sempre foi titular absoluto, mas sua garra  em campo o faziam querido pela torcida.  Sua melhor fase no CRB foram nos anos de 2001 e 2002, em 2001 terminou na 6º posição no brasileiro, Belkior participou e foi um dos destaques do histórico jogo CRB 5x2 Nautico-PE pela série b daquele ano no estádio Rei Pelé, neste dia o CRB atuou com Paulo Renato, Marquinhos, Paulo Roberto (Wagner Wesley), Biluca e Belkior. Fernando César, Marcelinho, Bruno e Edilson (Wagner Wesley). Missinho e Sandro Luiz (Anderson). Técnico: Roberval Davino. Já em 2002 conquistou o titulo de campeão alagoano, neste ano ficou a maior parte dos jogos no banco, a camisa titular foi de Calisto, quando necessário Belkior entrava e dava conta do recado, terminado o estadual e com a saída de Calisto Belkior voltou a ser titular por toda a série B e fez grandes atuações, uma delas na vitória sobre o Ceará em Fortaleza dia 18 de setembro, neste dia no PV lotado e sobre grande pressão o CRB venceu por 1x0 atuando com Rafael, Flávio, Gelásio, Tárcio e Belkior. Gilberto Gaúcho, Lau, Saulo e Marciano. Missinho e Marquinhos. Técnico: Arnaldo Lira.

Clubes que defendeu

 

belkior universal

Belkior (Centro) no Universal - AL (Foto de Curió).

 

Além do CRB que defendeu entre 1999 e 2003, Belkior também defendeu os seguintes clubes:

 

União São João-SP – 2003.

Anapolina-GO-2004.

ASA – 2005 e 2007.

Estudantes de Timbaúba-PE – 2006.

Águia Negra-MS – 2006 e 2007.

Igaci-AL – 2008.

Flamengo-PI – 2009.

Linhares-ES -2010.

Belkior parou em 2012 e nos últimos anos de carreira sempre era procurado para disputar a 2ª divisão do campeonato alagoano, nesta competição vestiu as camisas do Universal (Foto), Santa Rita, São Luiz e Sete de Setembro.

 

 Títulos conquistados

 

belkior aguia negra

Belkior é o penúltimo agachado da esquerda para a direita no águia Negra-MS (Foto: Site do Águia).

 

Na sua carreira Belkior conquistou três títulos estaduais e mais três em outras competições, confira:

Campeão alagoano 2002 pelo CRB.

Campeão da Copa Alagipe 2005 pelo ASA

Campeão Sul-Matogrossense pelo águia em 2007

Campeão da Copa do Mato Grosso do Sul em 2007

Campeão Piauiense e da Copa Piauí em 2009 pelo Flamengo-PI

 

 

Belkior hoje

                                     TITULAR - 1

          Hoje Belkior pratica musculação, útil para seu trabalho
de segurança (Foto pessoal).

 

                        Belkior voltou a residir em sua cidade natal, São Sebastião no interior de Alagoas, atualmente trabalha como segurança na empresa Tigre Vigilância Patrimonial.  Franzino no tempo de jogador, Belkior passou a praticar musculação e hoje ostenta um corpo bem mais musculoso como exige seu novo trabalho. Regatiano de Coração, Belkior está sempre atento aos resultados do seu querido CRB, não foi um super craque, mais sua dedicação em campo era sua marca e o torcedor do CRB será sempre grato a Belkior pela raça que mostrava sempre que defendia o galo, a mesma raça que Belkior levou aos outros clubes que defendeu. Belkior Santos Ferro, nasceu no dia 5 de Janeiro de 1981 e hoje aos 33 anos mora em sua cidade natal, São Sebastião-AL.    

 

 

 

 

 

 

                                                 

 

 

 

Jorjão: O Gigante

Publicado em Walter Luis

 

Uma foto uma história (2)

digitalizar0007

                    Jorjão e seus 115 kg, simbolo do pior ano do CSA (Foto: Walter Luís).

 

                   O ano de 2003 foi sem dúvidas o pior da história do CSA, o rebaixamento do maior ganhador de títulos do estado para a 2ª divisão do campeonato alagoano foi algo jamais imaginado no futebol alagoano, uma sequência de erros e confusões internas no clube refletiram em campo, um jogador em especial simbolizou aquele time: Jorjão. Vindo do Rio Grande do Sul com o objetivo de marcar gols, surpreendeu a todos, não pelo seu futebol, mais pelo seu porte físico, um biótipo mais para lutador de sumô que para jogador de futebol. Jorjão foi alvo de piadas dos torcedores adversários pelos seus quase 115 quilos. O Jogador com certeza não foi o único culpado pelo rebaixamento, mas por está na época errada, no lugar errado, simbolizou o pior ano da historia do CSA. No alagoano de 2003 o CSA disputou 14 jogos e venceu apenas três, empatou dois e perdeu nove jogos. Jorjão, o gigante, foi a cara daquela temporada. Apesar do titulo estadual ganho em 2008, o CSA depois de 2003 entrou em declínio e até hoje luta para voltar aos seus tempos de glorias tanto no estadual como nas competições nacionais, seria a maldição de Jorjão? 

O dia em que Joãozinho Paulista Chorou

Publicado em Walter Luis

    Uma foto...uma história

                                                           

joaozinho

Joãozinho Paulista, decepção diante de 102 mil pessoas (Foto:Revista Placar)

                       

                                  No dia 5 de março de 1978, 102.974 pessoas lotaram o Mineirão para assistir a decisão do brasileiro de 1977 entre Atlético Mineiro e São Paulo, com 10 pontos a mais que o São Paulo o Atlético era apontado como favorito, até aquele dia as equipes haviam disputado 20 jogos cada naquele brasileiro, o Atlético tinha vencido 17 e empatado 3 estando invicto, já o São Paulo venceu 13, empatou 3 e perdeu 4 partidas. Depois de um empate por 0x0 a decisão foi para os pênaltis, foi a primeira vez que isso ocorreu em um brasileiro. Alagoas  também parou para assistir na TV aquela decisão, no Atlético mineiro estava Joãozinho Paulista, ex- jogador do CRB em 1976 e que fora vendido ao Internacional-RS e posteriormente emprestado por este ao Atlético-MG.

Joãozinho começou no banco de reservas  e entrou no transcorrer do jogo no lugar de Caio Cambalhota. Aos 21 anos de idade e diante de 102 mil pessoas a pressão foi demais para aquele garoto e Joãozinho acabou desperdiçou sua cobrança como fizeram também Toninho Cerezzo e Márcio pelo Atlético, o São Venceu a disputa por 3x2. Um momento que marcou aquela final foi a saída dos jogadores do Atlético-MG, abraçados e juntos, momento imortalizado através de uma foto que simbolizou aquela decisão para o galo, jogadores atleticanos mostraram a união  mostrando a torcida que não havia vilões a serem crucificados,  a foto imortaliza aquele momento de dor Atleticana, momento que marcou para sempre a vida do, na época, jovem Joãozinho Paulista.

 

AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA - ELC3 - PARCERIA TIMÃO 10

MULTIMÍDIA ONLINE

oucaaovivo1


vejaaovivo1


plataformas1

BRASILEIRÃO SÉRIE C - CLASSIFICAÇÃO

Tabela futebol Brasileirão Serie C oferecida por Futebol.com

faixa250walmari

Eles tem a receita do mata-mata

Eles tem a receita do mata-mata

  Fosse uma competição individual, que depende do desempenho de uma pessoa...

- Equipe Timão 10 © Portal de Notícias | Sistemas EmersonLimma.com | Todos os Direitos Reservados | 2013.2014 -

Дървен материал от www.emsien3.com